Tuesday, January 16, 2007

Um dos melhores inicios de filme que já vi.



Tradução:

Attilio De Giovanni,

canto o teu nome, palavra
que me abre as portas do paraiso.

Eu nunca te perderei.


Quando me beijas chegam
os cavalos do apocalipse
e só penso no teu corpo,
difícil e vago,

uma vertigem atravesa-me

A tua virilidade é divina
o céu sabe-o, és bonito!


Multidões claras de girassois, quando olho para cima
o firmamento é inflamado.


a terra, como uma mãe,
nutre a sua criatura mais bela.


O amor, cada coisa
é como um excesso de fervor,


para estrelas a palavra é questionada
como um cometa de ouro: Eu amo-te.


Permesso?
Avanti...

2 comments:

Carla Delgado (podia ser Faleiro,lol) said...

Afinal o amor pode ser perfeito...mesmo que em sonhos.lol
continua a surpreender. jocas

Kiau Liang said...

Resta-me dizer, que realmente é lindissimo...


Piu belo...